Masterchef Dayse Paparoto inaugura Território Lab com aula-show (e hoje tem mais)

Circuito Gastronômico do FEGASA inicia oferecendo pratos especiais
20 de novembro de 2017
Aproveite o Horário de Verão: 8 lugares em Campo Grande para você curtir um bom Happy Hour
21 de novembro de 2017

Masterchef Dayse Paparoto inaugura Território Lab com aula-show (e hoje tem mais)

Na terça-feira, 13 de dezembro de 2016, Dayse Paparoto era sagrada vencedora da primeira temporada do MasterChef Profissionais. Não era a favorita. Tampouco a mais saliente. A chef tímida no entanto se mostrou uma mulher de fibra e superou as críticas e a tensão do reality com humildade e paciência.

Um ano depois, Dayse comanda a cozinha do Feed Food em Pinheiros, São Paulo, presta consultoria para o restaurante Botega em Mogi das Cruzes, e tem um quadro chamado Estação do Sabor no programa Quatro Estações na VTV [afiliada SBT], que passa no interior de São Paulo e Baixada Santista. Além de outros projetos e eventos em todo o país.

Dayse está em Campo Grande a convite do empresário Diogo Wendling para inaugurar o Território Lab, um projeto tão audacioso quanto foi o Território do Vinho em terras pantaneiras há sete anos atrás, e o que era uma adega gourmet se transformou em restaurante badalado da Capital.  Agora, o que era para ser um centro de treinamento em gastronomia evoluiu para um espaço multifuncional que serve tanto para jantares estilo petit comité quanto como paraíso para os cozinheiros, profissionais ou não. “Ele será o que quiser ser, o que as pessoas quiserem que ele seja: um local de criação, troca de experiência, degustações e aprendizado” resume Wendling ao falar do projeto, como quem fala de um filho. Que neste caso tem dois anos, entre a ideia e a execução.

Logo na entrada, um empório traz iguarias e produtos diferenciados para os aficionados em gastronomia. Para os profissionais, uma cozinha industrial equipada especialmente para aulas e treinamentos, e se precisar montar o cardápio por escrito, o Lab ainda tem um espaço coworking completo, até com máquina de café.

  

 

 

Aberto a profissionais da área, chefs, cozinheiros amadores, gente que quer cozinhar para os amigos, ou fazer eventos, a inauguração do Lab aconteceu na noite de ontem (20) com tons de superprodução. Tivemos direito a tour guiado, vídeo explicativo, banda de jazz e grafite ao vivo.

 

Mas a comoção aconteceu mesmo quando Dayse apareceu animadíssima e comandou a preparação de três tipos de bruschettas e um de risoto que acompanharam garrafas e mais garrafas de Prosecco e Pinot Noir da vinícola Salton (ah, um bom Pinot Noir, diga-se de passagem)

Influencers da área foram convidados a cozinhar com ela, que não cansava de dizer que nem São Paulo tem um local tão bem estruturado como o Lab.

Entre amigos e convidados, ficou sacramentada a vibe do local – moderno, cosmopolita e criado por quem entende do riscado para quem quer aprender e testar. Voltando à Dayse, entre uma bruschetta e outra ela contou ao Comer e Beber MS sobre novos projetos e deu uma dica a quem pretende seguir a carreira “Antes de fazer uma faculdade de gastronomia trabalhe em qualquer restaurante por um mês” Sem mimimi.

Comer e Beber MS: Como você classifica seu trabalho antes e depois do Masterchef?

Dayse: O Masterchef me deu visibilidade, que talvez eu só tivesse em dez anos, porque geralmente o chef demora uns vinte anos para ser bem conhecido e a competição me deu um pouco mais de segurança. Eu era bem insegura. Só fui bem na competição porque já lidava com coisas pesadas na cozinha, é uma questão de colocar os pensamentos em ordem em um momento de tensão. Se você não tiver cabeça não tem nada.

 

 

Comer e Beber MS: Como é a culinária do Feed Food em Pinheiros?

Dayse: No Feed Food a gente não é classificado em nada, de tão misturada que é a minha cozinha. Não sou francesa, nem italiana, nem contemporânea, eu falo que é uma comida boa e que a galera gosta de comer. Sem frescura. Não gosto de espuma, de esfera, quem for lá vai encontrar carne, massa, em resumo, comida boa.

 

Comer e Beber MS: Você tem um quadro em um programa de TV. Considera mudar de carreira?

Dayse: Tenho um quadro toda quinta-feira lá em São Paulo chamando Estação do Sabor. Eu gosto dessa parte da TV, acho bem interessante. Mas meu programa não é dentro da cozinha. Um dia eu cozinho na praia, outro dia eu cozinho na feira, em restaurantes, na casa de alguém. Vamos ver o que acontece.

Comer e Beber MS: Uma pergunta bem clichê. O que você falaria para uma pessoa que sonha seguir carreira de chef de cozinha?

Dayse: Primeiro eu falaria para ela que cozinhar para amigos e para restaurante não tem nada a ver. Então se ela gosta de cozinhar para amigos pode ser que seja só para amigos, porque trabalhar com isso é outra coisa. Antes dela entrar para uma carreira profissional, uma faculdade ou curso de gastronomia que seja, sugiro bater em qualquer restaurante e trabalhar lá um mês para ver se é isso que ela quer mesmo pois é uma profissão com muito mais suor do que glamour.

Comer e Beber MS: E você está satisfeita? O que planeja?

Dayse: Em dezembro lanço o primeiro produto da minha marca que é um brownie para vender em cafés. E tenho um plano de negócios para abrir um fast food de um lanche diferente em shoppings, vamos ver se sai.

Comer e Beber MS: E qual a diferença deste lanche?

Dayse: Ahhh….segredo (risos). Se eu falar todo mundo pode fazer igual.

 

SERVIÇO: 

Aula Show Colaborativa com Dayse Paparoto

Data e horário: 21/11 às 19 horas

Local: Território Lab, rua Euclides da Cunha, 468 – Jardim dos Estados

Informações: (67) 3211.4494

Iniciativa SEBRAE/MS